CÂMARA REALIZA SESSÃO SOLENE EM HOMENAGEM AOS 482 ANOS DE VILA VELHA

Como acontece todos os anos, a Câmara de Vila Velha promoveu, na noite desta quarta-feira (17/05), no Centro de Convenções de Coqueiral de Itaparica, sua tradicional Sessão Solene alusiva à Colonização do Solo Espírito-Santense. Durante a cerimônia, os vereadores fizeram diversas homenagens em reconhecimento ao trabalho de autoridades públicas e profissionais das mais variadas áreas que, em seus respectivos setores de atuação, vêm prestando relevantes serviços à população da cidade.

Ao todo, mais de 500 pessoas prestigiaram o evento, que durou aproximadamente duas horas e que culminou com a entrega de 50 Títulos de Cidadania Vilavelhense e 18 Medalhas Setoriais de Honra ao Mérito. A entrega das homenagens aconteceu em clima festivo, marcando um momento cívico importante para Vila Velha, que no próximo dia 23 de maio completará 482 anos de história.

AUTORIDADES PRESENTES

Estiveram presentes à Sessão Solene: o prefeito Max Filho e o vice, Jorge Carreta (ambos do PSDB); os secretários municipais Roberto Beling (Educação), Jarbas Ribeiro de Assis (Saúde), Rafael Gumiero (Administração e Planejamento), Luiz Felipe Azevedo (Cultura, Esporte e Lazer) e Alexandre Salgado (Ouvidor); o Comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, Major Sebastião Biato Filho; o Comandante do 38º Batalhão de Infantaria do Exército, Coronel Carlos Alexandre de Oliveira; e o Comandante da Escola de Aprendizes Marinheiros (EAMES), o Capitão de Fragata Fábio Casais Passos.

Além de convidados, homenageados, vereadores e servidores da Câmara de Vila Velha,  várias outras autoridades participaram da solenidade, tais como: o secretário de Estado de Controle e Transparência, Eugênio Ricas, e o Subsecretário de Estado de Logística, Transportes e Comércio Exterior, Neucimar Fraga; os deputados estaduais Dr. Hércules Silveira (PMDB), José Carlos Nunes (PT) e Amaro Neto (SD); o Subprocurador Geral de Justiça, Dr. Josemar Moreira; os promotores de justiça do Ministério Público, Dr. Florêncio Herzog e Drª Karla Sandoval; e o Juiz de Direito do Tribunal de Justiça, Dr. Júlio César Costa de Oliveira, entre diversos outros magistrados e representantes do Poder Judiciário; líderes religiosos (católicos e evangélicos); lideranças comunitárias e representantes de inúmeras entidades do município.

ABERTURA DA CERIMÔNIA

Na abertura da Sessão Solene alusiva à Colonização do Solo Espírito Santense, o presidente da Câmara de Vila Velha, vereador Ivan Carlini (DEM), fez uma breve saudação aos homenageados, às autoridades e a todo o público presente, iniciando assim os trabalhos. Pouco depois, convidou o vereador Heliosandro Mattos (PR) para falar em nome dos 17 parlamentares do município, como orador oficial.

Em seu discurso, Heliosandro agradeceu a oportunidade de abrir antecipadamente as festividades referentes aos 482 anos de Vila Velha e evocou um sentimento cívico ao enaltecer a importância histórica da cidade na formação do Espírito Santo e ao conclamar o público para a necessidade de resgatar a honra, a dignidade e a ordem democrática do Brasil, após este período marcado por tantos conflitos, turbulências e escândalos de corrupção, que acabaram afundando o país em uma crise econômica, social, ética e política sem precedentes.

“Nas décadas de 60 e 70, os movimentos políticos lutaram pelo restabelecimento da democracia, dos direitos e liberdades individuais, e da soberania popular. Essa luta foi vitoriosa e, no final da década de 80, a Assembleia Nacional Constituinte promulgou a nossa Constituição Federal, a nossa Carta Magna, que valorizou a cidadania. No ano seguinte, a população pôde voltar às urnas e eleger, de forma direta, todos os seus representantes políticos. Entretanto, depois disso, a inserção política se transformou em objeto de disputas partidárias e pessoais, sustentadas por marqueteiros e grandes grupos econômicos, que tomaram de assalto o Estado Brasileiro. Por esta razão, nos dias atuais, a população de Vila Velha, assim como de todo o resto do Brasil, acompanha essa crise de forma perplexa, atônita e preocupada com o futuro”, relatou.

Ainda em seu pronunciamento, Heliosandro Matttos falou sobre as relações promíscuas mantidas entre órgãos de imprensa, os oligopólios e as elites que insistem em se perpetuarem no poder, e reconheceu a importância da Operação Lava jato – assim como de todas as intervenções que foram feitas pelo Ministério Público e pelo Poder Judiciário – para romper amarras políticas e, sem submissão, de forma justa e imparcial, investigar denúncias, trazer à tona a verdade dos fatos e punir os responsáveis, por mais poderosos que sejam. “Desejamos que o país se recupere e que a credibilidade política seja restaurada, para que os cidadãos brasileiros, que pagam a maior carga tributária do mundo, possam enfim contar com os serviços públicos de que tanto necessitam”, disse ele.

Logo em seguida, o parlamentar também ressaltou o novo momento político e administrativo que a Câmara de Vila Velha vem experimentando, a partir de 2008, quando Ivan Carlini – hoje em seu quinto mandato de presidente e sétimo, de vereador – passou a comandar o Legislativo e moralizou a Casa, cortando gastos, acabando com benefícios, economizando recursos públicos e devolvendo, aos cofres do município, mais de R$ 8 milhões que foram economizados pela Câmara nos últimos oito anos.

“Hoje, a Câmara de Vila Velha é um exemplo de boa gestão pública e de transparência. Além de atuar em sintonia com o Ministério Público e o Tribunal de Contas, a Casa se faz presente, de forma profícua e diligente, em todas as discussões de interesse da sociedade e mantém suas portas abertas para acolher as necessidades do nosso povo e da nossa cidade. E nesta semana, o Legislativo deu um passo mais ousado, no sentido de elevar o nível de cidadania dos vilavelhenses. É que foi aprovado um projeto de autoria do presidente Ivan Carlini, que simplificou os procedimentos para a recepção de projetos de iniciativa popular, garantindo assim maior participação dos moradores na Legislatura Municipal”, encerrou o vereador Heliosandro Mattos. Confira o vídeo:

SAUDAÇÃO AOS HOMENAGEADOS

Para falar em nome de todos os homenageados pela Câmara de Vila Velha, durante a Sessão Solene, a Mesa Diretora convidou o subprocurador Geral de Justiça Judicial do Ministério Público do Espírito Santo, Dr. Josemar Moreira, que em seu pronunciamento, elogiou a forma transparente e austera com que o Legislativo canela-verde vem atuando, em defesa da população e do interesse público. “O Ministério Público é um órgão democrático que, assim como a Câmara de Vila Velha, também busca se aproximar cada vez mais dos cidadãos e da sociedade. Por isso, é com muita satisfação que estamos representando nossa instituição nesta solenidade tão importante para o município de Vila Velha”, disse ele.

E Dr. Josemar completou: "Esse evento simboliza o reconhecimento da Câmara a aqueles que dedicam seu esforço e seu tempo para colaborar com o processo de desenvolvimento de Vila Velha. E todos os homenageados foram indicados criteriosamente pelos vereadores, devido à importância do trabalho que realizam em favor do bem comum e em respeito aos direitos fundamentais da população. A Câmara de Vila Velha está de parabéns por esta iniciativa e também por atuar de forma transparente para atender aos anseios da sociedade e garantir a participação popular na elaboração das políticas públicas”, ressaltou. Confira o vídeo:

Já para falar em nome da Assembleia Legislativa, o presidente da Câmara de Vila Velha, Ivan Carlini, convidou o deputado estadual Dr. Hércules Silveira, que foi vereador do município durante cinco mandatos e que também já ocupou o cargo de presidente do Legislativo canela-verde. Em seu discurso, o deputado – carinhosamente considerado pelos parlamentares vilavelhenses como o 18º vereador da Casa, devido à sua freqüente presença nas sessões – falou sobre a honra de ter ocupado uma cadeira na Câmara, onde disse ter aprendido muito com os colegas, principalmente com o presidente Ivan Carlini.

“Aprendi muito trabalhando ao lado de Ivan ao longo de minha trajetória política como vereador e se hoje o Legislativo canela-verde é exemplo para o Estado, no que diz respeito à gestão e à economia de recursos públicos, isso se deve ao trabalho que ele tem feito, em seus sete mandatos parlamentares e cinco, como presidente da Casa. Quero, inclusive, lembrar a todos que a Câmara de Vila Velha é a única do Espírito Santo em que os vereadores não têm recesso no primeiro ano de cada legislatura e uma das poucas onde não existe ‘jetom’ em caso de convocação de sessões extraordinárias”, ressaltou.

Dr. Hércules encerrou suas palavras declarando seu amor por Vila Velha, cidade que escolheu como lar e que o acolheu quando saiu de Cachoeiro de Itapemirim, onde nasceu e também exerceu seu primeiro mandato de vereador. “Aqui, formei minha família, consolidei minha carreira na Medicina e construí minha vida pública, sendo eleito vereador por cinco mandatos e deputado estadual por três vezes seguidas. Além disso, nossa cidade é uma das mais antigas do Brasil e seu hino é, também, um dos mais bonitos. Então, viva Vila Velha!”, finalizou o deputado, após declamar os versos da primeira estrofe do hino municipal. Assista o vídeo:

TÍTULOS DE CIDADANIA VILAVELHENSE

Seguindo uma antiga tradição, após as saudações iniciais e os discursos feitos na abertura da Sessão Solene alusiva à Colonização do Solo Espírito Santense, os vereadores de Vila Velha deram início à entrega dos Títulos de Cidadania Vilavelhense. Ao todo, 50 personalidades das mais variadas áreas receberam homenagens. Confira a lista dos que foram agraciados pelos parlamentares:

1. ANDERSON RICARDO FREIRE

2. AGENOR DUQUE

3. AUGUSTO BONGESTAB

4. TENENTE CORONEL CARLOS ALEXANDRE OLIVEIRA COSTA

5. PR. CARLOS JUNIO NOSSA DE SÁ

6. DANIEL AARON WEISS

7. DANILO JOSÉ JUFFO RODRIGUES

8. PE. DIEGO CARVALHO DOS SANTOS

9. DR. EDER PONTES DA SILVA

10. ELICELMO RODRIGUES

11. DR. EUGÊNIO COUTINHO RICAS

12. EUGÊNIO JOSÉ FARIA DA FONSECA 

13. CAPITÃO DE FRAGATA FÁBIO CASAES PASSOS

14. GELCIMÁRIO NORATA DA SILVA

15. PR. GERSON RITTER

16. DRA. GILSÉIA MARIA DE OLIVEIRA

17. DR. IDALBERTO LUIZ MORO

18. JOÃO MARCELINO CELSO

19. JOCELINA TEODORO DE JESUS

20. DR. JORGE SILVA

21. PR. JOSÉ ÊNIO DE CARVALHO ROCHA

22. PR. JOSÉ MAURO FERRAZ

23. JOSÉ VALTER SALVADOR

24. DR. JOSEMAR MOREIRA

25. JOSIEL RAMOS DA CRUZ

26. JUVENAL ARAÚJO JÚNIOR

27. DR. LAURO COIMBRA MARTINS

28. LEEVANCLEIPH MENINI

29. LEONARDO SOUZA ROGÉRIO DE CASTRO

30. DRA. LUCIANA GOMES FERREIRA DE ANDRADE

31. LUCINDA SILVEIRA SANTA CLARA

32. LUIZ CARLOS SALVADEU

33. LUIZ OSVALDO PASTORE

34. MANOEL SILVA SANTOS

35. MARCEL CARONE

36. DR. MARCELO PIMENTEL

37. DRA. MARIA DAS GRAÇAS AGUIAR ZAMPROGNO

38. DR. MÁRIO RIBEIRO CANTARINO NETO

39. FREI PAULO ROBERTO PEREIRA

40. PEDRO PAULO LEITÃO DE SOUZA COELHO

41. RICHARDSON ZETUM GOMES

42. RONALDO AYRES FONTES

43. SILVANA DE ALMEIDA SALGADO

44. VINÍCIUS MARTINELLI LOUREIRO

45. WAGNER NUNES CORREA

46. WALDI TEIXEIRA DE OLIVEIRA

47. WASHINGTON VIRGILINO DE PAIVA

48. WELLESDAM DE OLIVEIRA (DAM BIANQUIM)

49. WELLINGTON BEZERRA DE ALMEIDA HOLANDA

50. PR. WINTER DO NASCIMENTO DA ROCHA

____________________

MEDALHAS DE HONRA AO MÉRITO

No decorrer na cerimônia, também foram agraciados pela Câmara de Vila Velha e receberam medalhas de “Honra ao Mérito”, das mãos dos vereadores, 18 personalidades, servidores e autoridades públicas de grande destaque no município que, em suas respectivas áreas de atuação, vêm contribuindo decisivamente para o crescimento da cidade e para a melhoria da qualidade de vida de seus moradores. Veja a relação das medalhas, setor por setor, e as personalidades homenageadas:

- MEDALHA ALCIDES TARGINO (CONSTRUÇÃO CIVIL) - JOSÉ LUIZ NUNES

- MEDALHA JUIZ ALEXANDRE MARTINS (MAGISTRATURA) - DR. JÚLIO CESAR COSTA DE OLIVEIRA

- MEDALHA ANTENOR BRAGA (COMÉRCIO) - CLEVERSON DA SILVA CARVALHO

- MEDALHA ANTÔNIO BEZERRA DE FARIA (SAÚDE) - DR. ULYSSES DA COSTA PAIVA NETO

- MEDALHA ANTÔNIO DE ALMEIDA (ESPORTES) - RENATA BAZONA

- MEDALHA ANTÔNIO GIL VELOSO (POLÍTICA) - DEP. AMARO NETO

- MEDALHA DOMINGOS MARTINS (SEGURANÇA PÚBLICA) - TEN. CEL. SEBASTIÃO BIATO FILHO

- MEDALHA ERNANE SOUZA (EDUCAÇÃO) - PE. GERALDO MAJELA SILVA

- MEDALHA EUGÊNIO PACHECO DE QUEIROZ (IMPRENSA) - EDERSON JORGE LIMA

- MEDALHA EWERTON MONTENEGRO GUIMARÃES (DIREITOS HUMANOS) -  WELLINGTON GAMA ALVES

- MEDALHA PAULO CÉSAR VINHA (ECOLOGIA E MEIO- AMBIENTE) - RODNEY ROCHA MIRANDA

- MEDALHA HENRIQUE MEYERFREUND (INDÚSTRIA) - NEUCIMAR FRAGA

- MEDALHA HOMERO MASSENA (ARTES) - VERA LÚCIA DE MATTOS

MEDALHA JOÃO CEZAR SANDOVAL (PROMOTORIA DE JUSTIÇA) – DRª KARLA DIAS SANDOVAL MATTOS SILVA

- MEDALHA JOSÉ CARLOS COLA (ÁREA JURÍDICA) - DR. WAGNER JUNIOR CORRÊA

- MEDALHA SATURNINO RANGEL MAURO (TRABALHOS POPULARES E COMUNITÁRIOS) - RICARDO AGUILAR

MEDALHA WALDOMIRO MARTINS FERREIRA (SERVIÇOS RELIGIOSOS) – PR. JOSÉ WELINGTON BEZERRA DA COSTA JÚNIOR

MEDALHA FUNCIONÁRIO PADRÃO - FABRÍCIA BOURGUIGNON ANTONÁCIO 

Este ano, a medalha “Funcionário Padrão”, concedida à servidora efetiva da Câmara, Fabrícia Bourguignon Antonácio – que atua no setor de Taquigrafia –, foi entregue, pela primeira vez, com a participação de todos os vereadores da Casa. O gesto demonstrou o reconhecimento dos parlamentares à importância do trabalho realizado pela equipe de Taquigrafia, responsável pelo registro oficial de todos os pronunciamentos feitos em plenário e todos os debates, audiências públicas, tribunas livres, sessões solenes, discussões de projetos e votações realizadas durante as sessões do Legislativo.

COMENDA VASCO FERNANDES COUTINHO

A maior honraria concedida pelo Poder Público Municipal de Vila Velha a uma autoridade – a Comenda Vasco Fernandes Coutinho – foi outorgada, este ano, ao ex-prefeito, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e ex-governador do Estado, Max Mauro. A escolha foi respaldada por todos os 17 parlamentares da Câmara, mas infelizmente, devido a um problema de saúde que o impossibilitou de comparecer pessoalmente ao evento, para receber a homenagem, o ex-governador Max Mauro foi representado por seu filho, que de forma carinhosa, demonstrou sua gratidão ao receber a comenda.

Em seu discurso de agradecimento, Max Filho relatou a história do pai, que nasceu na Bahia mas mudou-se para Vila Velha ainda jovem, junto com os irmãos e os pais Saturnino Rangel Mauro e Maria da Penha Freitas Mauro. Formado em Medicina em 1962, Max Mauro ingressou no movimento político de Vila Velha como um dos fundadores do PMDB e elegeu-se prefeito da cidade em 1970, para um mandato tampão de dois anos.

“Depois, em 1974, ele foi eleito para deputado estadual e em 1978, para deputado federal, tendo sido reeleito em 1982. Pouco depois, a população do Espírito Santo o conduziu ao Palácio Anchieta, nas eleições de 1986, quando tornou -se um dos governadores mais respeitados e austeros da história política capixaba. Em 1991, recebeu a Condecoração do Mérito Universitário outorgada pela UFES e em 1998, foi eleito deputado federal pela terceira vez”, informou Max Filho.

Ao finalizar seu discurso, o prefeito também valorizou o critério das indicações feitas pela Câmara Municipal, para a escolha dos homenageados, e ressaltou que canelas-verdes não são apenas as pessoas que nasceram em Vila Velha, mas todos aqueles que escolheram a cidade como lar, para viver, trabalhar, fixar suas raízes e formar suas famílias. Max Filho agradeceu, ainda, a parceria do presidente do Legislativo, Ivan Carlini, com a Administração – relação que segundo ele é respeitosa, equilibrada, harmoniosa e comprometida com os interesses públicos – e elencou as dificuldades e desafios que pretende superar neste mandato, trabalhando com austeridade, responsabilidade, criatividade e, sobretudo, com bons resultados para todos os cidadãos. Confira o vídeo:

PALAVRA DO PRESIDENTE

No encerramento da Sessão Solene alusiva à Colonização do Solo Espírito Santense, o presidente da Câmara de Vila Velha, Ivan Carlini, fez um pronunciamento especial, para reconhecer publicamente a contribuição de cada vereador do município – e citou o nome de cada um deles – para que o Legislativo canela-verde possa exercer suas prerrogativas de forma propositiva e atuante, visando ajudar a cidade a resolver seus problemas, em benefício da população.

Em seguida, Ivan informou as razões pelas quais os vereadores escolheram o ex-governador Max Mauro para receber a principal honraria outorgada pelo município, que é a Comenda Vasco Coutinho: “A Câmara indicou o nome de Max Mauro para receber esta comenda porque ele sempre foi um homem público sério, de moral ilibada, honesto e defensor da população. Durante sua trajetória política, ele deixou uma marca de austeridade que até hoje é reconhecida por todos os capixabas, devido também à longa folha de bons serviços que ele prestou ao povo de Vila Velha e de todo o Espírito Santo. Em todos os lugares desse Estado, em cada canto, as pessoas sabem quem é Max Mauro, conhecem sua reputação e sabem o que ele fez por todos nós. Por isso, esta honraria é mais do que justa e merecida”, justificou.

Ivan Carlini fez, ainda, um histórico sobre a Câmara de Vila Velha e lembrou os desmandos acontecidos no passado, quando a Casa era vista com desconfiança pela sociedade, devido à falta de controle de seus gastos, aos escândalos publicados pela imprensa e pelos cheques sem fundos que eram distribuídos no mercado, para o pagamento de fornecedores. “Mesmo nesta crise, estamos mantendo em dia o pagamento de uma dívida de R$ 34 milhões deixada por antecessores e apesar das dificuldades, estamos devolvendo aos cofres municipais, todos os anos, os recursos que conseguimos economizar com o esforço de todos os vereadores e servidores”.

E Ivan prosseguiu: “Com a orientação e a parceria do Ministério Público e do Tribunal de Contas, regularizamos todas as nossas pendências administrativas, garantimos maior transparência aos atos do Legislativo, reduzimos cargos comissionados, extinguimos verbas de gabinete, cortamos benefícios e congelamos os salários dos vereadores, que ao final deste mandato vão completar 12 anos sem receber qualquer tipo de reajuste. Além disso, os vereadores de Vila Velha não têm telefones celulares, carros, combustível e nem selos postais pagos com dinheiro público e também não recebem 13º salário, ticket alimentação ou qualquer ajuda financeira. Por este motivo, posso dizer que a Câmara de Vila Velha, com o trabalho e a parceria de todos os 17 vereadores, tornou-se hoje uma referência para o Poder Público, em termos de economia, trabalho e transparência”.

Ao final de seu discurso, o presidente Ivan Carlini reafirmou o compromisso da Câmara de Vila Velha com a atual Administração, independente do partido e da ideologia de cada vereador, pois todos trabalham de forma propositiva: “Não existe vereador adversário, que faça oposição ao prefeito. Todos querem ajudar a Administração a resolver os problemas da cidade, para que o prefeito tenha sucesso. Digo isso porque o sucesso do prefeito será, também, o sucesso de toda a nossa população, que precisa e merece contar com bons serviços públicos, com mais vagas nas escolas, melhor atendimento nos postos de saúde, mais empregos e mais qualidade de vida. Para isso, Max Filho pode contar com a gente!”, encerrou.

Assista o vídeo:

Departamento de Comunicação
Câmara Municipal de Vila Velha
Jornalista Responsável: Claudio Figueiredo
Imagens/vídeo: Adão Roza
Fotos: Schenilton Carvalho
comunicacao@cmvv.es.gov.br
Tel.: (27) 3349-3252
Publicado em: 17/05/2017